16 abril 2014

10 abril 2014

Watching by Bruna Jones


"Essa semana a gente acompanhou como o modelo Bruno Canaan chegou na mídia, acompanhamos o seu trabalho mais falado até hoje e na próxima semana... 

Bruno Canaan conta para a gente como ele faz para manter a forma! Toda sua rotina de treinamento, alimentação e dicas para que você ai de casa também consiga levar uma vida mais leve e saudável. Você não vai querer perder essa aulinha, não é mesmo? Como diria o grande Paulo Cintura: "Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa!" 

Não perca o próximo episódio de Watching Bruno Canaan, no "O Diário de Bruna Jones" e sempre nas noites de quinta, fique por dentro no "Votalhada" sobre o próximo episódio." 


07 abril 2014

Superstar - Estréia (06/abril)




Quatro bandas garantem presença na próxima fase
(do site gshow.com)

Com oito bandas na disputa, das quais quatro passaram para a próxima fase, a primeira noite do SuperStar teve apresentações de rock a pagode e terminou com uma super apresentação de Fábio Jr.

Primeira banda a se apresentar, a Villa Baggage deixou a disputa com 55% dos votos, mesmo com o 'Sim' de Ivete Sangalo. Em seguida, foi a vez do rock romântico da banda Malta conquistar 80% de aceitação do público com a ajuda de Ivete, Fábio Jr. e Dinho Outro Preto, que apadrinhou o grupo. Depois, foi a vez dos rappers da Freeside, que, apesar de terem conquistado os três jurados, não conseguiram seguir na disputa. O mesmo aconteceu com o 'Tecnomelody' da Banda Batidão, que mesmo com a ajuda de Ivete sangalo, não passou para a próxima fase.

A banda Fake Numbers escolheu 'O Portão', de Erasmo Carlos, e ganhou os três votos dos jurados. Ainda assim, não conseguiu os 70% para continuar no programa. Já a Tarcísio Meira's Band fez o telão subir com a 'Cura gay', música autoral, e ganhou apadrinhamento de Fábio Jr. O raggae dos Yute Lions conquistou os três jurados e alcançou 84%, seguindo na disputa com Ivete Sangalo como madrinha. Oitava e última banda a se apresentar, a Tô de cara conquistou o voto de Ivete Sangalo e obteve 74% de aceitação. A cantora baiana é a madrinha da banda.




06 abril 2014

Artista Completão


Rodrigo Andrade, Suzana Pires, Luciana Paes,
Jonatas Faro, Juliana Alves e Aílton Graça.

Impressões de Frank Killer: Proteínas e Preferências



Proteínas e Preferências

Onde estaria a conexão entre uma coisa e outra? A resposta é clara: está na sexualidade! Leia com atenção e compreenderá, mas leia tudo, inclusive as referências e links indicados. A moral da história é que uma coisa pode vir para o bem ou para o mal e o que define isso é o seu entendimento relativamente à sua inclinação para que algo seja benéfico ou maléfico em suas concepções individuais.

Quando você imagina que algo é ruim, logo vem algo pior. Quando pensa que o pior já aconteceu, algo ainda mais tenebroso acontece. Quando pensa que algo é muito bom, logo percebe que foi extremamente ruim. Não há como prever se algo será bom ou ruim, para alguém ou para muitos. Um mal pode vir para o bem e um bem pode vir para o mal. Você não sabe até acontecer e chegar ao final e mesmo assim será apenas um juízo de valor ou uma opinião e não uma certeza..

A par da péssima direção ou do descaso ou do facciosismo da direção do programa, muitos não perceberam a real dimensão do que aconteceu com essa edição 14. O acontecido foi uma clara mensagem de inconformismo diante do status quo. Várias correntes de pensamento chocaram-se (no sentido de encontrar) com uma corrente maior de hippies modernos dispostos a balançar o coreto, virar pelo avesso o estado de coisas criado pelas interferências manhosas da direção do RS.

O título deste post também poderia ser Sexualidade e Humanitarismo Animal e a ligação seriam as proteínas, que dão origem aos aminoácidos e aos metabolismos mais importantes, inclusive das funções hormonais e, portanto da sexualidade e da reprodução.


As enquetes de preferências e rejeições do Votalhada mostraram isso com propriedade quando exibiam resultados que eram pulverizados sistematicamente nos resultados oficiais. Basta dar uma olhadinha nos rankings respectivos para perceber que os preferidos eram preferencialmente eliminados ao lado de alguns mais rejeitados e, no fim, quem levou a palma foram os que se situavam no meio termo. Isso é ou não uma contestação?



O ranking de preferências mostra que vários concursantes foram eliminados quando estavam no topo das preferências ou nos dois primeiros lugares (casos de Princy, Fran, Diego, Cássio e Polly). Marcelo foi eliminado na semi-final quando estava em primeiro lugar nas preferências, mas era o mais rejeitado também.

Ao mesmo tempo esses preferidos eliminados, exceto o Marcelo, estavam com pouca rejeição como pode ser visto no ranking das rejeições e chama a atenção o fato da Franciele ter sido eliminada quando era a mais preferida e a menos rejeitada nas estatísticas.

O que se pode concluir disso? Que forças ocultas atuaram para conduzir a edição ao desastre a que chegou. Foi culpa da Vanessa? Diretamente não! Mas mereceu a vitória? Também não! Não quer isso dizer que as enquetes do Votalhada são as exatas, mas, de fato, quase todas as enquetes da internet, salvo raríssimas exceções, também apontaram discrepâncias gritantes com os resultados oficiais, sempre quando quem estava na berlinda eram os 4 que chegaram aos 4 restantes no confinamento.

Do Marcelo, percebe-se que sua torcida aproveitou-se da característica básica da chamada torcida ClaNessa, que era omitir-se em enquetes. Pode concluir-se que ele era apenas um testa de ferro utilizado para eliminar favoritos numa clara evidência de que não importavam as qualificações pessoais de cada concursante. Aliás, atributos de caráter e personalidade pessoais era o que menos importava. Não seria de estranhar que a audiência não se evadisse e se divertisse com outras atrações em outros canais nos mesmos horários, sem falar nos parcos minutos compactados em dias de futebol.

Relativamente ao BBB, a Globo está nitidamente tirando o time de campo. Porquê? Porque a atração está deixando de ser um programa onde eles possam direcionar a audiência e vender o peixe deles com mais desenvoltura. O BBB14 foi a edição em que eles tentaram mostrar o verdadeiro objetivo deles sem subterfúgios e disfarces. Deixaram cair as máscaras propositalmente e deu no que deu. A reação foi imediata. Nessa edição todos foram buchas de canhão. Ninguém ganhou e todos perderam, incluindo anunciantes e patrocinadores.

Só espero que a Record tenha inteligência suficiente para pelo menos não fazer igual na Fazenda.

Sexualidade e Lesbianismo

Relativamente ao lesbianismo mostrado na edição e à sexualidade em geral minhas posições se assemelham às de Iracema Teixeira, Presidente da SBRASH. À parte as disposições congênitas e hereditárias, a sexualidade humana, como de resto a sexualidade nos reinos da natureza, não se limitam a rótulos tais como hétero ou homossexualismo, bissexualismo, transsexualismo, lesbianismo, femismo, machismo, transgenerismos, etc.  A sexualidade é sexualidade e fim. Tem a ver com identificações afetivas, físicas e emocionais, de admiração, de deslumbramentos, etc, e interação e atratividade física e emocional.

Um hétero convicto ficaria assustado e isso soaria como um perigo, que é mais irreal do que um fantasma ao qual nunca se viu e do qual se sente injustificado medo ou terror. Um participante ator da Casa dos Artistas (André Gonçalves), costumava brincar com os companheiros, perguntando se eles eram mesmo homens! Uma pessoa, ou um homem, consciente de sua sexualidade ou preferência sexual, não se abalaria com uma pergunta dessas. Seria o caso de perguntar a uma mulher se ela é mulher ou se sente mulher sexualmente falando e, isso nada tem a ver com tipos de sexualidades (falando-se de rótulos).

A realidade é que as pessoas pressentem que a sexualidade não se prende a rótulos e que no caso das mulheres tais impulsos se concentram mais no âmbito emocional do que no físico. Os relacionamentos de amizades entre mulheres atingem assim um contato físico muito mais natural do que entre homens e mulheres femistas/machistas, sem que isso represente desvios da heterossexualidade ou tenham conotações homossexuais, mais por causa do machismo do que por outros motivos.

Foi isso o que o Rodrigo quis dizer quando falou que até o momento era hétero e que não podia garantir que sempre será, mas não soube se explicar direito ou não quis. Machistas homens e mulheres no caso, também falam que um relacionamento lésbico é mais agradável ou menos desagradável de se ver que um relacionamento homo entre dois homens. Quanto a isso as femistas e uma parte das machistas também veriam as coisas ao contrário. No fundo, ninguém tem razão e todos caminham lado a lado com os preconceitos.

Homossexualidade e heterossexualidade são preferências sexuais em relacionamentos físicos ou em sentimentos e nada mais. Quando você pensa em homossexualidade misturada com sentimentos de amizade a respeito de pessoa do mesmo sexo, está tendo uma dúvida aparentemente homossexual, mas que na verdade não passa de uma confusão de sentimentos, tão comuns em nosso dia a dia. Você estaria diante de um tabu para si e estaria experimentando uma coisa em certos casos talvez que se assemelha a algo conhecido em psicologia como Transferência de afetos ou revelando desconhecimento sobre princípios básicos da sexualidade.

O desenvolvimento da sexualidade se inicia na fase da gestação, desde os processos de nutrição insuficientes ou adequados na distribuição hormonal da mãe, em especial dos hormônios ditos sexuais ou de definição dos gêneros, e no prosseguimento da evolução da sexualidade nas fases de desenvolvimento das crianças, dos adolescentes e através da vida adulta (iracemateixeira.com.br/artigo7.htm)



"Unknown 3 de abril de 2014 21:21
...Faço a minha parte como uma gota no oceano e torço muito para que os meus semelhantes se conscientizem, e faça o mesmo (deste sonho eu não quero acordar rs.).
Obrigada Frank.
Parabéns Luis Ribeiro. Estou contigo!!!
Maria Clara"


Estamos juntos, Maria Clara!

"Vida SP/SP 3 de abril de 2014 18:47
Interessante, concordo com tudo e ainda dá pra acrescentar, rs, mas como já expressei anteriormente, cada um enxerga o que quer.
Clara e Vanessa já se conheciam, é fato, inclusive tem vídeo no youTube festa da Sexy 21 anos http://www.youtube.com/watch?v=WsWk4osxxug
este outro vídeo também é bem interessante e lembro desta conversa:
Clara AFIRMA que Vanessa ñ curte Mulher BBB14
https://www.youtube.com/watch?v=MwvD0NOtmj0
Outro fato que atribuíram aos votos
http://beauvoriana.wordpress.com/2014/04/01/clanessa/
Ivonete Batista"


É fato, Ivonete. Existe até fandom ecológico, mas isso é em coisa séria. Em tese tudo o que balança ou sacode o coreto pode gerar um fandom e isso não é coisa nova. É uma forma de contestar o status quo de uma forma um tanto anarquista, sem levar em conta outros aspectos envolvidos. De quem é a culpa? É claro que dos que estabelecem padrões sem fundamentos ou em proveito próprio.

Tecnicamente, se você estabelece um padrão falso, o fandom é um padrão similar contrário. O nome disso é ação e reação. Se o negócio é jogar com regras faked em RS, vamos jogar com regras próprias. Solução? Capar a internet! E aí todos perdem! Não chamaria isso de fandom e não é algo novo. Vem dos tempos das fanzocas de rádio, da derrubada da Cortina de Ferro, da Revolução Francesa e da invasão do Império Romano pelos Bárbaros. Chamaria isso em português de Paranar ou Partanarq ou algo similar (de PARticular ANARquia). O paranar é a raiz das revoluções, inclusive culturais.

"Munique 4 de abril de 2014 13:36
,,,porque não analisou a concursante sem envolver os meritos dela como ativista??"


Foi exatamente o que fiz; sem envolver os méritos dela como ativista. Você fez o contrário disso confessadamente, e só viu a ativista. Praticamente o que ela mostrou foi uma figura superficial, inerte e com poucas atitudes autênticas. Fora isso não vi nenhum outro mérito digno de nota. Se você viu, viu fora do confinamento, porque lá ela quase nada mostrou de si verdadeiramente. Muito pelo contrário, vi muito comportamento inadequado, falsidade e atuação teatral.

Quem leva a compaixão por animais e bichinhos a esses extremos, não deveria comer carnes de peixes e aves e nem consumir quaisquer carnes e produtos de origem animal, porque seria uma contradição. Seria contestar todas as cadeias alimentares do mundo animal, onde o ser humano é o rei.

Sem essas cadeias alimentares o homem e os vegetais não existiriam e nem tampouco os animais. Isso é lógica pura, direta da razão. Repiso que a finalidade de um RS não é julgar humanitaristas e benfeitores da humanidade. Pelo menos não somente isso. Se ela é amiga ou conhecida pessoal ou das suas relações, fica plenamente explicado porque não teria olhado ou não julgou as qualificações dos demais concursantes. Atente para o seguinte:

"Fonte alimentar           Lisina     Treonina Triptófano     Aminoácidos com enxofre
Legumes                      64          38          12                25
Cereais (incl. integrais) 31          32          12                37
Nozes e sementes        45          36          17                46
Fruta                           45          29          11                27
Animal                         85          44          12               38

Uma pessoa saudável com uma dieta equilibrada raramente necessita de suplementos de proteínas. (47 62) À exceção de alguns aminoácidos, a grande maioria está presente na dieta humana. Os aminoácidos mais limitados são a lisina, a treonina e os aminoácidos com enxofre. (63) A tabela em anexo mostra os mais importantes grupos alimentares que constituem fontes de proteínas, sob uma perspetiva mundial. Também lista o desempenho de cada um enquanto fonte dos aminoácidos mais limitados, em valores de miligramas de aminoácido limitado por cada grama de proteína total nesse alimento. (64)" (pt.wikipedia.org/wiki/Prote%C3%ADna)

Se você prestar atenção na tabela acima vai notar que uma das mais importantes fontes de proteínas é a proteína obtida diretamente dos animais e a proteína é vital para o ser humano e os animais em geral. Alguns predadores se alimentam exclusivamente das carnes de suas presas e com isso prestam um inestimável serviço à preservação e seleção das espécies. Medicamentos importantes e que salvaram milhões e até bilhões de vodas humanas foram desenvolvidos graças às experiências de laboratórios com cobaias animais.

Um "rato não tem culpa de nascer rato", para a felicidade dos seres humanos que não nasceram ratos e que comem bois, peixes, aves, carneiros, ovelhas, porcos, ovos, ovas, queijos, iogurtes, etc, e bebem leite animal, sem falar que eles, os ratos, são nossos competidores no consumo de proteínas animais e, que disseminam doenças que prejudicam aos seres humanos, inclusive também aos animais domésticos!


No dia em que o ser humano conseguir sintetizar todos os nutrientes de que necessita, os animais serão deixados de lado para sobreviverem por si mesmos na natureza. Até lá não há como deixar abandonados os animais dos quais dependemos para obter os suprimentos das proteínas e seus aminoácidos.

A grande verdade é que muitos se extinguirão por já não serem capazes de sobreviverem por si mesmos na natureza, o que também é verdade para certos vegetais.

Uma pergunta muito natural que poderia ser feita é: uma relação anal entre um homem e uma mulher seria considerada uma relação homossexual? Em qualquer caso que diferença existiria quando realizada entre dois homens? Responda a essa pergunta com propriedade e você terá entendido toda a questão! Não venha com evasivas do tipo: eu não faria, nunca fiz ou não faria por tais e tais motivos. As perguntas são claras e exigem respostas claras.

   Twitter: @frankkiller04 (twitter.com/frankkiller04)


05 abril 2014

O que faltou dizer... do BBB14
Sábado, 5 de abril

As opiniões emitidas nas mensagens e comentários são de responsabilidade
exclusiva do autor das mesmas e não expressam necessariamente
as da administração e de outros colaboradores do Votalhada.




BBB14 em uma palavra? Estranho.

Tudo nele foi estranho, lá dentro e aqui fora.

A começar pela decoração da casa, gente, a ideia não é fazer os confinados se sentirem à vontade, como se estivessem em casa? Como seria possível se sentir à vontade morando naquele cenário teatral, totalmente fake? Só faltava um neon piscando na sala 'luzes, câmera, ação'. Estranho.

Um BBB super lotado, e para deixar a casa com o número certo de participantes, era turbo, sem nos dar a menor chance de sequer conhecer quem a gente estava eliminando. Oi?

Já que era pra ter este twist, que tal se fosse turbo nas últimas semanas ao invés das primeiras? Porque Mr. Bones, tão esperto, não sacou o óbvio? Estranho, bem estranho.

Erros de transmissão ao vivo impossíveis para quem tem 13 edições nas costas. Quase como se estivessem sendo sabotados. Estranhíssimo. 

Provas estranhas também, amadoras, né? Poucas provas de resistência, Monstro sendo liberado em dia de festa... achei estranho.

Supervisores de provas sendo alertados sobre infrações dos brothers por outros brothers e se fingindo de mortos... que estranho.

Pouco Big Fone, quer dizer, muito, três pra ser mais exata, como assim? Tocavam os três simultaneamente? E se três brothers atendessem ao mesmo tempo? Por acaso a tela do programa ao vivo virava um mosaico mostrando as três câmeras? SQN. Estranhooooo!

Gente quebrando o cenário propositalmente e não sendo punido com a cláusula de expulsão, muito estranho.

Não parecia que o programa estava sendo largado, feito nas coxas, sem muito cuidado e atenção? Eu tive essa estranha sensação.
Enquanto isso, aqui fora as coisas ficavam cada vez mais estranhas, totalmente fora de controle, torcidas insanas de gente que não vive a vida em tempos de reality, algumas até remuneradas, dizem as más línguas, bagunçaram as enquetes, subiram trend topics no TT arrebatando milhares de seguidores, votaram até não poder mais no site oficial e conseguiram, tudo bem, ajudaram, a direcionar o jogo.  
Posso estar enganada, mas não me lembro de outra edição em que a torcida tenha interferido tanto no jogo. Estranho.

Enfim, se eu continuar listando os estranhos fatores deste estranho BBB não paro mais, e tenho mais coisas pra falar, rsrs. 

E olha que ainda não falei da estranheza do elenco, teve de 'um tudo', LoL! 

A sedutora, o sedutor, a vítima, o imaturo, a drama queen, a atriz decadente, o irreverente, o obsessivo carente, o gay enrustido, a loura burra, a transgressora e a maria vai com as outras, entre outros. Mais estereotipado, impossível! 

Uau! Pensando bem, esse elenco, junto, tinha tudo pra dar super certo! SQN. Estranho, né? 

E, pensando bem, mas beeeem mesmo, também teve coisas estranhas que foram legais, vai, teve a Mônica Iozzi e as big mothers, beijo, D. Ledi, sua fofa! 

Mas eu me diverti mesmo aqui na net! Olha que incrível, o BBB14 deve ter sido o único programa de TV que bombou na net e não na TV, LoL! Estranho demais!

Mas, posso confessar uma coisa? Tô louca pra ver o 15!





Li inúmeras vezes que este foi o pior BBB de todos. A NetBBB crucificou a edição, o comando de Boninho, os participantes. Mas o que não se avalia é que após 14 edições, as pessoas já estão entrando no BBB com estratégias, com personagens montados, com estruturas pré-concebidas, e que isto é consequência da fórmula.

Acredito que daqui pra frente o programa irá ficar cada vez mais truncado, e cabe a nós, o público, analisar quem é que está sendo original, verdadeiro ou inusitado. Não consigo ver BBB como a maioria das pessoas – jogo de julgamento – e creio que uma excelente maneira de sacudir o jogo é mexer neste conceito. Sair de uma votação negativa para uma positiva desde o primeiro paredão. Ao invés de votar para eliminar, votar para salvar.

Que consequência teríamos? Plantas não resistiriam, e personagens polêmicos se sustentariam em paredões triplos. Teríamos mais conflitos, pois o comportamento extremo seria incentivado, e o apático seria rejeitado. 

Sobre o BBB14, faltou dizer que ele nada mais foi do que o reflexo das escolhas do público durante 12 anos e 13 edições. O próximo, se não for alterado, será ainda pior. E a culpa??? É do sofá, que vota, escolhe a partir do julgamento de valores que acredita ter, e elimina baseado neste julgamento, ao invés de basear-se no jogo, no que é melhor para a trama.

Imagine se em um filme de terror o diretor eliminasse o vilão antes da metade do filme. O que aconteceria? Pois é isto que repetidamente tem sido feito nas edições do BBB. Depois não adianta reclamar.

E que venha o BBB 15!






BBB14....o que dizer desse famigerado 14.
Tenho que me esforçar para achar adjetivos que exprimam exatamente o que foi para mim esse BBB.

Eu que contra tudo e contra todos das minhas redes de relacionamentos reais ou não "ERA" uma aficionada pelo BBB, vi ano após ano meu desinteresse aumentando. Esse último então  foi a gota d'água , o tiro de misericórdia. Eita programinha fuleiro.

Já no primeiro dia quando os meninos foram para academia cada um querendo mostrar seus dotes um  ao outro pensei: linha de produção?  Eram todos iguais, musculosos, bombados, tatuados,  bonitos, exibidos. As meninas não ficavam atrás,  somente a coitada da Aline destoava em beleza. Gente sem cérebro, sem iniciativa, provavelmente escolhidos pela produção em baladas da vida, exatamente por isso. Mostraram estar ali a fim de comer bem, dormir,  curtir muito as festas e pisar nos outros sem nenhuma estratégia  limpa para conquistar o premio. A maioria louca pra fazer casal, pois acham que isso atrai  a simpatia aqui fora. Até atrairia se demonstrassem o mínimo de empatia e cumplicidade, mas não foi isso que se viu em nenhum dos pretensos casais dessa decepcionante edição.

Já não bastasse a droga que era, tivemos mais uma vez que engolir a mão da produção nos enfiando goela abaixo quem queriam que ganhasse. Só o povo gado mesmo para acreditar e gastar seu precioso dinheirinho ou tempo. Enfim, uma final à altura do povo brasileiro.  Gente sem ética,  sem escrúpulo,  sem educação e sem moral.


Já vai tarde BBB 14. FIM




Os produtores e diretores do BBB14 realmente insistiram em continuar com os erros do passado, além da falta de criatividade. Dessa forma boa parte do público desistiu do programa - sendo a pior audiência de toda a história do reality. Apenas a internet, com torcidas fanáticas organizadas e sites e blogs, conseguiu fazer a atração sobreviver rastejando. Mesmo assim, aconteceu a censura do UOL por 24h e de outros portais que falassem sobre o Big Brother Brasil. Vai entender...

“Vocês querem que a gente acerte na 14ª edição?”. Essa foi a pergunta de Pedro Bial, logo no começo dessa temporada do BBB – quando o áudio falhou no primeiro contato do apresentador com os brothers. Quem é fã do programa, espera que acertem com os erros do passado (pelo menos isso). Mas todos testemunharam falhas técnicas, como a do áudio ou da mensagem errada do Big Fone ou permanecer 30 segundos fora do ar (com a tela congelada no logotipo do reality) ou os eternos erros em Prova do Líder ou da Comida ou Anjo. 

Outra coisa muito martelada desde 2009, que serve também para premiações musicais, é sobre as votações pela internet. Enquanto não criarem um sistema pra limitar esses votos (por IP ou CPF cadastrado, válido um voto por dia), as torcidas organizadas de internet continuarão massacrando a opinião pública. 

Nos últimos 10 anos, o IBOPE do Big Brother Brasil despencou 50%. Essa queda na audiência é uma resposta do público de massa, aquele do sofá que só acompanha pela edição da TV aberta, que não aceita mais o formato desgastado, sem novidades, sem criatividade - além dos resultados das eliminações não refletirem realmente a opinião pública. Acaba sendo desanimador esse rolo compressor de torcidas que já aparecem prontas, muitas vezes antes da atração estrear.

Itens básicos para melhorias:
  1. dar um basta em selecionar participantes por olheiros ou por indicações de conhecidos/apadrinhados,
  2. criar cada vez mais atividades para a casa não virar um marasmo (inclusive realizar Prova do Líder e do Anjo, tocar Big fone, em dias diferentes, de surpresa para desarmar os brothers),
  3. fazer o quadro Monstro voltar a ser como antigamente, com pulso forte, para gerar conflitos (até nas festas os participantes usavam a roupa e cumpriam o castigo),
  4. prestar mais atenção na execução das provas (além de Ninjas fiscais mais responsáveis e atenciosos),
  5. limitar votações na internet para barrar alguns fanáticos que votam dia e noite, massacrando a opinião pública,
  6. alterar faixa etária para maiores de 18 anos (assim teremos gente grande em jogo de adulto),
  7. selecionar participantes mais velhos que não pensem só em pegação, isto é, que tenham boa bagagem de vida (cultural, vivência, experiência, maturidade),
  8. edição da TV aberta sem manipulação e que mostre a realidade do PPV (afinal, BBB não é novela),
  9. criar uma edição especial com celebridades ou só com ex-BBBs.




Uma coisa ainda precisa ser dita sobre o BBB14: espero que seja o fechamento de um ciclo ruim, e que o BBB15 venha novo, refrescado e diferente.

Os (poucos) méritos são da dimensão técnica do programa: a bela Sibéria, Maurício Ricardo em forma, e vinhetas divertidas.

Valdirene, as mães e Mônica Iozzi foram as melhores pessoas, logo prova-se o quanto os participantes foram fracos.

Enfim, um mau programa, e, na minha opinião, o pior de todos.